Cartas ao remetente.

#DeusZeloso

Queridos mendigos e mendigas. Mais uma vez venho aqui neste blog inóspito e desabitado para deixar mais algumas palavras inúteis.

Eu estava aqui em minha introspecção noturna; noite fria onde o que me aquece é o café que preparei (porque estou sem blusa, vestindo apenas uma camisa social do meu trabalho pensei que a blusa estava na bolsa e me ferrei porque não estava). Eu passei alguns anos da minha vida pensando estar sozinho. Questionava minha fé e passei um bom tempo me vendo como um ateo modinha revoltado. Revoltado porque eu cresci dentro de igreja (não literalmente né animal) e minha educação foi sempre baseada em princípios éticos e morais cristãos não parece grande coisa. Com o passar dos anos eu me vi defraudado eu defraudei eu mesmo #Genial. Tudo o que eu acreditava já não fazia sentido e a minha fé em Deus que era o que me motivava e me fortalecia, aos poucos foi perdendo a sua força e morreu lentamente (eu mesmo a matei). Hoje eu analiso os erros e acertos do passado e a conclusão que tenho é de que eu era imaturo demais. Sim, imaturo. Sempre fui orientado a fazer as coisas da forma mais correta possível, e sempre busquei fazer, mesmo que tenha fracassado miseravelmente em grande parte dessas vezes (resumidamente, eu fiz muita merda buscando fazer o que era correto). Anos foram passando e somente depois de diversos tipos de adversidades que vivi foi foda demais!#CeÉlOko em áreas diferentes na vida, comprovei que aquele ditado que diz que “problemas não vêm para te matar; problemas são para forjar o seu caráter” (é mais ou menos isso) é um ditado real.

Eu sou muito grato a Deus hoje. Ontem eu estava cego demais para entender o que estava acontecendo. Tem coisas que ainda não sei o “por quê”, mas sei que lá na frente (talvez leve alguns anos) eu compreenderei eu realmente creio que é possível.

Se eu tivesse de escrever uma carta pra Deus, eu não saberia exatamente o que dizer. Não saberia por onde começar nem que perguntas fazer. Existem circunstâncias que não se compreendem e não existe resposta, você apenas aprende a conviver com elas. O importante é manter os pés no chão e não se deixar tomar pelo delírio de questões que não cabe ao homem responder.

Se questionar liberta a alma, eu não sei até que ponto isso pode ser considerado verdadeiro. Existem perguntas que eu simplesmente não quero saber a resposta.

Até a próxima.

OBS: Não esqueça de deixar uma moedinha para o mendigo.

25 centavos de atenção para os “excraressimentos” do pobre mendigo.

#PicaChamativa

http://leaoacordado.blogspot.com.br/

Primeiramente quero deixar aqui o link do blog de um brother meu para vocês poderem desfrutar das postagens psicodélicas que ele faz. “”Segundamente” ai meu “óleos” primeiramente.

Segunda-feira chegou e como diz aquele ditado chinês… “Xing ling fung long dong mong!” Particularmente não faço ideia do que esta merda quer dizer mas como é coisa de chinês deve estar escrito algo do tipo “Pastel de flango e plezunto em plomoção” malditos asiáticos.

Eu passei aqui desejar uma boa semana pra todos e relatar que não pretendo levar este blog a sério. Não vou postar análises e críticas sérias como fazia no extinto “Humamentedoente” que Deus o tenha.

Quando criei o blog do “Mendigo pensador” a ideia inicial era fazer um blog ainda mais “fodástico” que o falecido luto eterno e até dei início a um artigo que onde trabalhava a ideia de um comportamento humano socialmente aceitável (moralidade). O fato é que eu já não tenho mais paciência para discutir essas coisas e não tenho mais a menor vontade de ficar tentando mostrar como sou inteligente ou burro.

Então qual é o fucking objetivo de criar o blog do “Mendigo pensador”? A ideia é simplesmente escrever quando estou tomado pelo tédio e jogar na net para que outros entediados compartilhem do meu tédio e sejam tomados pela depressão gerada pela crise existencial humana e talvez riam de alguma piada sem graça que publico aqui.

Eu não queria que fosse necessário explicar este tipo de coisa mas infelizmente o que mais se vê na internet (popularmente conhecida como a casa da sogra) são os malditos haters que ficam tentando impor seus malditos pensamentos politicamente corretos por onde quer que vão (mesmo na internet bando de paspalho). E qual é o seguimento ou ideal do blog? Não tem nenhum! E quais as regras para as postagens? Por que eu quis!

Boa semana para vocês meus caros mendigos e mendigas.

Pensamento do dia: Não beba água; os peixes transam nela.

Duas horas “drento” de uma igreja em um Domingo. Valeu a pena?

#QuebraTudoJeová :p

Primeira mente “Boas tardes” (na verdade já são 00:22 horas do dia 27, mas não resisti a este meme idiota afinal de contas eu só posto coisas idiotas para ninguém ler, então dane-se). :p

E aí meus estimados mendigos e mendigas. Como “vóis missê” estão? Espero que estejam todos bem (sim, estou sendo sincero ao meu preocupar com vocês :p ninguém lê esta merda. Estou preocupado com quem?!).

Hoje, Domingão de muito sol e calor em “Curitóba” #SóQueNão, após um período que nem imagino de quanto tempo, resolvi ir pra igreja. Não, você não está lendo errado (ninguém lê seu blog, seu animal!) e eu não estou bêbado nem de piadinha para vir lhes contar esta “façanha”.

Meus “histórico” com igrejas e doutrinas religiosas (nem com macumba coitado do bode ) não são lá muito agradáveis ou “deleitosas” para mim (conto o “por quê” disso em outras postagens que farei em breve) e voltar a frequentar um culto ou algum tipo de celebração religiosa já não fazia parte dos meus planos a muito tempo. Mas ontem (26/04/15) eu fiz uma promessa para agradar minha madrasta, que amo muito (amo de verdade muito mais que minha mãe), simplesmente para agrada-la. Prometi que hoje (27/04/15 isso é óbvio, seu animal estúpido) eu iria aproveitar minha folga e iria juntamente com ela e meu pai para o “Culto da família”.

Eu me arrumei e fiquei lindo e cheiroso, como sempre faço (obrigado Deus por me fazer lindo e cheiroso. Amém!) e liguei algumas canções gospel aqui em casa para ir entrando no clima que delícia, cara. Escutei um pouco de Ana Nobrega canta muito! e mais Gabriela Rocha sua linda. Fui pra igreja e como não conheço ninguém, ou melhor, até conheço visualmente mas não algum tipo de relação mais estreita ou significativa, cumprimentei as pessoas pra mostrar minha educação fingido! e sentei juntamente com minha madrasta, sem meu pai, porque meu pai é Diácono e estava na escala de trabalho (OBS: Diácono é o termo utilizado para identificar pessoas que prestam trabalho voluntário para dinâmica funcional dos cultos culto nao é missa, porra! nas igrejas Quadrangular).

O culto começo com músicas agradáveis tocadas por alguns rapazes jovens, alguns bem mais novos que eu (não sou tão velho, sou apenas um ranzinza precoce :p ). Após terminar a parte das canções alguém que exerce algum tipo de cargo na igreja, com o microfone em mãos, orientou os que ali se estavam sobre dízimos e ofertas. Distribuiu um panfleto para cada indivíduo e leu alguns trechos que estavam em destaque.

Depois destas duas partes se encerrarem chegou o momento do pastor apresentar sua palestra (palestra em termo “crentês” é “pregação” e não, não é alguém com um martelo batendo em algo em cima do altar) baseada no trecho bíblico retirado do livro de Josué, cap. 24 verso 15. Eu não faço nem ideia do que foi lido porque o pastor correu alguns versos para chegar no que seria o texto chave. Texto que tinha como ênfase o trecho “… eu e minha casa serviremos ao Senhor”. Caras, foi muito bom ouvir o que ele falou. O “sermão” foi direcionado como palavra de sabedoria as pessoas que convivem em grupos. Falou de respeito e amor. O pastor até cantou um trecho de algumas músicas seculares seja lá o que “secular” signifique como a famosíssima (particularmente só conheço essa) “Quando eu estou aqui…” do Roberto Carlos.

Depois de alguns minutos pregando (cerca de 40) o pastor apresentou a irmã dele para os presentes (ela trabalha como “missionária” ou algo do tipo) e finalizou o culto com uma oração breve.

Eu gostei muito da experiência. Foi diferente. Foi marcante. Foi muito gosto que delícia, cara. Eu pretendo voltar mais vezes porque eu me deleitei em algum tipo de sensação que não se explica com palavras. Vou voltar quando puder porque pretendo sentir mais daquela paz que senti hoje durante as duas horas que fiquei dentro daquela igreja; e te digo, valeu a pena e eu faria tudo de novo.

Boa noite, e tenham uma semana abençoada aos cuidados do Espírito Santo de Deus.

Verdadeiro cabeça podre. :p

+18 +21 +99 (GORE MEGAPUTAQUEPARÍVEL)

http://www.kaotic.com/54608_Crazy-Videos-Mans-Head-Infected-To-The-Bones-With-Maggots.html

Ainda não consegui entender o que leva um ser humano deixar uma coisa dessas acontecer na própria cabeça. Será que esse filho da puta nunca lavou a cabeça enquanto tomava banho? Será que achava que era piolho? Será que pensou que estava passando por algum processo de evolução pokemon em humanos?!

Estou falando de ser um fã tão apaixonado por Slipknot salve Slipknot; salve capeta que criou em sua cabeça um verdadeiro ninho de… Maggots?! Não, meus amigos mendigos e mendigas; aquilo na cabeça dele não são super espermatozoides desenvolvidos através de radiação induzida. Aquilo é um criame (ou seja lá o termo que se utilize para esta caralha) de VERMES! SIM! Vermes comedores de carne que por algum motivo desconhecido brotaram na cabeça desse cidadão e estão lhe comendo vivo!

Este video é tão nojento que recomendo que mostre pra tua prima gorda que está falando que vai fazer dieta a uns 20 quilos atrás. Se isso não fizer a maldita fechar a boca, então nada fará.

GOREzinho de leve; levemente bizarro.

+18 (GORE)

http://www.kaotic.com/32851_Crazy-Videos-Man-Barbeques-His-Penis!.html

Olá mendigos e mendigas deste meu brazil-zil.

Passei apenas para deixar este video bizarro que assisti enquanto procurava algo para tirar o meu tédio.

Se você não está acostumado com isso porra, ninguém está acostumado com essas merdas! aconselho que não veja porque pode ser que você fique chocado. Não tem sangue nem morte. É apenas o video de alguém que resolveu fazer um churrasco com carne de pênis. Isso mesmo; churrasco de pênis. Como se não fosse o suficientemente bizarro, o cara fez uso do próprio pênis para tal façanha. O que eu não entendi é que o cara estava assando o próprio “peruzinho” será que era japonês?! e ainda estava com ereção. Será algum tipo de fetiche doentio novo?! O fato é que nem mesmo aquele video em que o cara arranca a própria glande (vulgo cabeça do pinto) me deixou com sentimentos tão WTF como esse aqui.

Eu não vou incorporar aqui neste blog nenhum tipo de video GORE ou de “séquissu”. Primeiro porque eu não sei como faz, segundo porque eu sei que quem vem aqui ler essas merdas é gente normal ou quase que não se sente bem ao ver esse tipo de coisa putaqueparível.

Miscelânea racional.

#PicaChamativa #PossessãoFake

Olá de novo, mendigos e mendigas. Mendigos de sonhos, amores e prazeres. Mendigos de fé e esperança. Mendigos de talentos e dons.

Mais um dia que se foi e Jesus não voltou, os E.T.s não apareceram e a Terra ainda gira em torno do Sol não me diga . A guerra de cartéis na fronteira do Novo México continua matando mais de dez por dia e a  Dilma ainda não pediu pra sair (e quem disse que isso já passou pela cabeça dela?! #Inocente).

Dia tão feliz que a coisa mais importante que fiz foi passar três fases no GTA III e atingir 15% de conclusão do jogo (GTA V já foi lançado, já foi zerado e já é ultrapassado, mas meu PC é uma bosta e até Mario World roda travando por aqui; então GTA III ainda é a coisa mais maravilhosa que consegui jogar nesta bosta). Slipknot ainda embala minha vida com suas músicas encapetadas o tinhoso tem um ótimo gosto musical e a depressão continua ditando o meu humor.

Ouvi uma ministração de um cara chamado Lucinho Barreto (sim, Pastor Lucinho). O cara é muito engraçado. Sabe falar e utiliza muito bem o controle do tom da voz em suas palestras o que te prende de maneira muito surpreendente. Segundo ele mesmo (o Pastor), o cara já se fodeu para caceta nesta merda de vida e de alguns anos pra cá “Deus” tem “abençoado” sua vida. Isso me faz pensar… “O que é benção?” Ter saúde não é uma benção? Trabalho, oportunidade de trabalhar e não depender de terceiros para se locomover por não tem nenhum tipo de limitação física, isso não é uma benção também?! Eu considero minha vida uma bela de uma merda, mas eu sei que sou um cara abençoado porque eu tenho tudo isso. Tenho saúde, disposição, trabalho, minha cognição e físico estão em perfeita ordem tirando meus 250 quilos de obesidade e a vontade de morrer constante e o fato de ser mendigo não me torna um cara amaldiçoado. A falta de oportunidade ou sorte é maldição? Então se você está sob maldição, quer dizer que Deus não se importa com você? AFF… Pra falar a verdade nem tenho muita fé em uma divindade. A ideia de “Deus” pra mim é muito abstrata e não considero a Bíblia a palavra de Deus sorry crentes. Se existe dúvida então existe ausência de fé e se a sua fé é duvidosa, então não é fé. provavelmente você não crê e só dá atenção a este assunto ainda porque foi criado e ensinado a crer. Quando você manipula a mente das pessoas e lhes forja a forma de pensar ao seu bel prazer, é culpa da pessoa manipulada ou sua (manipulador) por lhe por este fardo nas costas (consciência)? A pessoa realmente consegue se livrar do fardo se a consciência ainda lhe cobra uma busca do que não se vê nem se sente? E o que seria este fardo? Os dogmas e doutrinas religiosas ou o fardo seria a imposição de que existe alguém ou coisa que não se vê ou sente; que não se mede ou pesa; que não fala e não se mexe; algo que simplesmente não é observável de maneira nenhuma (e não me venha com o exemplo do vento ou lhe mandei tomar no meio do teu orifício anal)… Que merda! Quem teria o poder de fazer algo por alguém que ama mas prefere a omissão? Neste caso a omissão é um tipo de castigo para a vítima ou o sofrimento alheio trás diversão ao omisso? Não sei se este tipo de pergunta é coisa da minha cabeça de  mendigo ou se tem mais alguém que pensa assim… Talvez eu só precise de remédios mais fortes.

Até breve.

Olá, mundo!

“Olá, mundo!” (cri, cri, cri…)

Confesso que ri muito deste “Olá, mundo!”. Porquê? Porque simplesmente não vejo este fucking blog sendo visitado por outras pessoas que não sejam parentes e amigos. Talvez até alguns desafetos que passem por aqui apenas para procurar algum erro ortográfico ou bobagem aleatória para criticar (o que será muito comum por estas terras sem escrúpulos de humor negro geralmente sem graça alguma o.O). Alguma ex-namorada para relembrar do quanto sou inteligente e lindo; arrependida, pensando consigo “Como fui abrir mão de alguém tão inteligente e lindo?!” 😛

Quem é o maldito mendigo? Ué… Obviamente sou EU!

Sim, eu sou o maldito mendigo pensador que utiliza toda sua capacidade cognitiva ou falta dela para escrever para um bando de gente que não conheço, apesar que talvez este “bando” não sejam mais que meus amigos de internet de grupos de debates onde a coisa mais inteligente que fazem é postar a seguinte frase em perfis femininos: “manda nude!

Obrigado e até breve.

ATENTION:O conteúdo deste blog é totalmente desconstrutivo e irrelevante, se você dá valor ao seu tempo NÃO LEIA!!!

Pensamento descontínuo. #AmamosAInternet

#PicaChamativa Música pra relaxar.🙂

Boa noite senhoras, senhores e mendigos.

Mais uma vez venho aqui para falar sozinho e provar que o tratamento “12 passos para curar sua esquizofrenia e outros transtornos psicóticos” não está sendo muito efetivo em mim malditos tratamentos médicos on-line, assim como não foi muito eficiente o “aumente seu pênis em 5 cm por mês“.#EuNãoMereçoTerOPauPequeno

Ai meu Deus, como eu amo a internet! Esta arma de guerra (acredite se quiser) que veio ao mundo com a finalidade de transmitir informações de guerra, acabou sendo muito mais útil aos nos fornecer informações distorcidas, e-books piratas, seriados de TV e filmes pirateados, pornografia numa escala “impunhetável” e os mais extraordinários destruidores de relacionamentos… Sim! Eles; os maravilhosos sites de relacionamento.

Ao meu ver, devido as minhas experiências pessoais, cheguei à conclusão que sites de relacionamentos na verdade são sites de destruição de relacionamentos. Se antigamente meter um chifre (vulgo Guampa) ou dar em cima daquela paixão de escola era era algo difissílimo ou impensável, hoje basta você criar um fake ou postar fotos legais repleta de curtidas (geralmente com carro que não é seu; roupa que não é sua; em uma balada que você só vai quando recebe o pagamentonesta hora o funkeiro diz: – Fui eu que roubei, então é meu!) e você já está muito avançado na arte da conquista.

Sim, meus amigos, é isto mesmo que você está lendo. Nós da velha guarda, do tempo onde para se relacionar com uma gatinha era necessário um bom papo e “inteligença”; onde “descolar um broto” dependia muito mais do que você era como pessoa de caráter incólume; um tempo onde os bens eram menos importantes (salve putas. Elas sempre existiram e existirão; sempre haverá trouxas para banca-las) do que aquilo que você tinha financeiramente. Eu como mendigo posso te garantir isso. :p

Bom… Até aqui eu “falei”, “falei” e não “disse” nada. Então vamos ser mais específicos e centrados.

Minha “muié” (vulgo patroa) durante um diálogo super construtivo e interessante sobre a vida dos chimpanzés tibetanos sustentados pela manga rosada do Afeganistão, tocou em um tema “mamílos”. Sim, algo muito polêmico.

AMIZADES FALSAS! Aff…. Puta que me pariu! Em pleno século “2015”, como diria o anarfa (entendedores entenderão) ainda temos um antro maligno que veio diretamente do colo do incosto para atormentar e tirar nossos sorrisos amarelos chama o Macedo!.

E a pergunta que fica é…: “Por que você é um falso, meu amigo filho da puta?” O que leva alguém a se aproximar de você, rir das suas piadas, beber no seu copo e depois sair falando mal de você pelas costas? E o pior de tudo, não bastando falar mal, a maldita pessoa tem que inventar mais coisas absurdas que nem tua velha avó acreditaria. Isso mesmo, nem a tua avozinha que jura que viu o chupa-cabra no sítio de onde ela veio; aquela que já viu mula sem cabeça e que foi traçada pelo boto cor de rosa… Nem ela acredita nas barbaridades que inventam de você; mas o filho da puta, vulgo amigo, insiste em denegrir sua imagem.

Mas como identificar um amigo filho da puta? Simples. O amigo filho da puta surge quando você menos espera. Ele surge  ao lhe mandar uma solicitação de amizade no “feisse buqui”. Geralmente tem um sorriso largo e branco, forjado em um editor de fotos gratuito disponível para android.

Quando é homem também surge em sua caixa de mensagens: “Add ou segue. Sigo de volta”. Quando é mulher: “Curte três fotos minhas que te mando uma foto pelada” (WTF O.O) e caras, eu lhes garanto, elas nunca mandam, nem que você curta e compartilhe uma dúzia delas. (maldita, ainda está me devendo ¬¬)

Outra dica para você saber quem é seu amigo de verdade ou não é que um amigo falso nunca vai conversar com você. O máximo que você conseguirá arrancar do maldito é um “rsrsrs eu estou bem e vc?”. Sim, uma das características de um desgraçados desses é a falta de pontuação, e palavras abreviadas. Alguém que se importa com você nunca tentará te passar a imagem de retardado escrevendo frases curtas porque se você se importa com alguém você quer prender a atenção dela ao máximo. Um amigo sincero geralmente parece mal educado te mandando perguntas sem lhe dar tempo de responder e quando você consegue digitar a resposta, ele já mudou de assunto.

DICA DO MENDIGO: Duvide sempre de gente que demora pra responder. Não é normal uma pessoa que não mexe no celular de 30 em 30 segundos. Pessoas normais vivem em redes sociais, blogs e no youtube. Pessoas normais brigam e terminam relacionamentos via wats e passam no xvideos antes de dormir porque a masturbação (vulgo bronha) auxilia uma noite de sono e descanso.

Até a próxima.  OBS: Aceito pão seco.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.